A mulher tem mostrado para o que veio e tem lutado pela sustentabilidade da sua casa, da sua família e do país.  Com presença forte na atividade econômica brasileira, o seu crescimento tem sido vertiginoso.

Na indústria, no comércio e serviços o percentual feminino, são de 65,20%, 52,95% e 55% respectivamente. A mulher empreendedora se identifica no segmento de serviços, principalmente moda, beleza e alimentação.

Estudo divulgado GEM Brasil 2015 (Global Entrepreneurship Monitor) revela que mulheres tem tido mais presença na abertura de novos negócios.

Elas assumiram a posição de empreendedoras, desde a crise são as grandes geradoras de oportunidades , novos empregos e são muitas , se não a maioria , nas Pequenas e Médias Empresas.

Outro dado divulgado pelo Serviços de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Espirito Santo ( Sebrae ES)  mostra que houve um crescimento de 38% para 45% na proporção de mulheres que são chefes de domicílios.

Ainda segundo Sebrae, elas são jovens e têm um nível de escolaridade 16% superior ao dos homens.

É importante destacar que caiu 49 para 41% o número de mulheres cujo a renda principal em casa é do marido, com o empreendedorismo elas encontram um lugar de protagonismo na sociedade e também em seus lares.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios.

Ela é Show - WhatsApp
Enviar!